sábado, 30 de julho de 2011

Fuxicando



Ainda na onda de presente craft, ganhei hoje da sogra este porta moedas que é uma fofura!
E é super simples de fazer [para as fuxiqueiras com alguma experiência]... quer saber como?

Você vai precisar de:

  • 2 círculos de 20cm de diâmetro do tecido de sua preferência;
  • outros dois círculos de 14cm de diâmetro em outro tecido;
  • zíper de 10cm
  • agulha, linha e botões;

Com os círculos de tecido faça fuxicos, costure os botões no meio dos dois fuxicos menores. Depois costure o zíper [se preferir, use alfinetes para facilitar] de modo que a costura não apareça.  Repita o processo com o outro fuxico.
Pode fazer esta mesma costura, que não fica aparente, com as laterais do seu porta moedas, ou se preferir, use viés, fita de cetim, renda [igual a minha], ou outro material para dar um acabamento mais charmoso!

Suculentas na janela

Nossa cozinha é tão branca quanto uma caixa branca [no piso, revestimento, armário, geladeira e fogão foi a cor que escolhemos].
O colorido está nos detalhes, que fazem toda a diferença...
E você pode conferir aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, e aqui...


... além dos vasinhos de suculenta, que conquistaram a janela da cozinha e o meu coração!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Super gola

Eu definitivamente fiz as pazes com o tricô! 
Após vários anos em standby, minhas agulhas voltaram a trabalhar a todo vapor... depois deste cachecol e desta gola [que já desmanchei e recomecei várias vezes, e ainda não terminei], resolvi fazer essa 'super gola', inspirada nas maxi golas do Superziper.



Fiz em ponto meia e usei [quase] 2 novelos desta linha.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

sábado, 23 de julho de 2011

Balaio de Gato de cara nova!

Tudo começou com esses doodles do Vidal...


E a , que vive escondendo o jogo, e diz que  não é criativa e tal, é na verdade super talentosa,  e criou a arte do meu balaio, a partir destes simpáticos gatinhos que o meu querido criou.  

Adorei o resultado!
  E sei que não podia ter deixado em melhores mãos! 


sexta-feira, 22 de julho de 2011

Lightpainting

Ou Light Drawing, que em tradução literal significa, pintura ou desenho com luz, é uma técnica que consiste basicamente em desenhar no ar usando fontes de luz portáteis [lanternas, chamas e LEDs, por exemplo] e uma câmera fotográfica. 
A primeira imagem de lightpainting reconhecida na historia é obra de Man Ray, fotógrafo e pintor norte americano que fundou juntamente com o francês, Marcel Duchamp, em 1915 o grupo Dadá de Nova Iorque. Em 1935, Ray gerou a obra “Space Writing” [escrita espacial]. 
Outro famoso que também experimentou a pintura luminosa usando pequenas lanternas em um quarto escuro foi o pintor espanhol Pablo Picasso, que dizia estar “desenhando com a luz”.

"Picasso desenha um centauro no ar"






Esse tipo de fotografia exige uma câmera com capacidade de longa exposição. É necessário ajustar a abertura do diafragma e a velocidade de exposição da luz de acordo com o objetivo do fotógrafo [para linhas finas e precisas a abertura deve ser de aproximadamente f/16, ou de f/4 para borrões e brilhos difusos].
Vale lembrar que aberturas de menor valor significam maior entrada de luz na câmera e, portanto, influenciam também no tempo de exposição.
Há algum tempo atrás 'descobri' essa possibilidade em uma formação  que tive onde trabalho, o que me rendeu o desejo de experimentar esta técnica, mas ao invés de pesquisar na internet, decidi quebrar a cabeça e por em prática o [pouco] conhecimento que tenho sobre o universo da fotografia.
Ontem a brincadeira garantiu a diversão aqui em casa e conseguimos fazer algumas imagens bem bacanas...





O João adorou!


Escambo Manual

E mais uma troca foi concretizada!
A Tula, do Artesanato em Tiras que é apaixonada por animais e também tem um site sobre cuidados caninos, começou a fazer caderninhos 100% manuais, e com a renda obtida nas vendas cuidava dos gatos da sua rua.
E ela me ofereceu este caderninho fofo pelo meu chaveiro...




Adorei, Tula!! Obrigada!!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Escambo Manual

Através do site da Nanda Teixeira conheci o Fabiluli - Dolls &  Toys, e através deste, o Escambo Manual, onde é possível trocar algo que você fez, por algo que te encante!
Além da oportunidade de trocar objetos encantadores você também passa a conhecer pessoas novas, com interesses semelhantes [todos amam crafts] e que fazem um trabalho bem bacana!
Troquei este porta chaves de laço pelo conjunto de buttons que a Nanda postou no blog [faz tempo que paquero este conjunto]!!
Hoje, quando cheguei em casa, já encontrei a caixinha em cima da mesa... e é fato, não tem como não se apaixonar pelo seu trabalho!




e a Nanda ainda mandou um anelzinho fofo
  
Cada detalhe é repleto de carinho e esmero, que é privilégio de quem ama o que faz!

domingo, 17 de julho de 2011

Presente craft em 2 partes

1ª parte:
A primeira parte fiz ontem. Uma tiara para Jéssica, com um tecido super delicado e detalhe em renda...


2ª parte:
Já a segunda parte exigiu participação ativa da aniversariante, que estava louca pra aprender patchcolagem!
Hoje era dia de feijoada na chácara, e como a semana é corrida, levei todos os materiais necessários [moldes, tecidos, linhas, agulha, papel termocolante, tesoura, caneta, etc] para fazermos lá a sua camiseta.
Ela escolheu fazer a borboleta, com o corpo verde de bolinhas brancas e as asas xadrez. A escolha das cores ficou perfeita para sua camiseta verde.
Depois de fazer o passo a passo ensinei o caseado... 




.. e quando ela terminar de bordar a camiseta, posto aqui.

Para a amiga e cliente mais exigente

A Pri, que é a amiga e cliente mais exigente, tal qual ela mesma se definiu, me pediu pra fazer um chaveiro de gato...
A escolha do modelo, cores e tecidos são sempre um evento cheio de idas e voltas quando o pedido é dela [e a dificuldade é a ainda maior porque sei que ela é tão exigente quanto eu - sempre repara em cada detalhe]!
E fico super ansiosa pra ver sua reação. Bom, espero que ela goste...







sábado, 16 de julho de 2011

Risoto de Gorgonzola

E não é só de frustração que vive a nossa cozinha!
Depois da sensação de desanimo deixada pelo gnocchi, nada melhor que um risoto pra levantar o ânimo!!
E como disse na receita anterior, adoro improvisar, e acrescentei outros ingredientes a esta receita que já muito saborosa!
Coloquei um pouco de molho de tomate [cerca de uma xícara de chá], cebolinha,  manjericão fresco e creme de leite, o que deixou o prato ainda mais cremoso!


Risoto de Gorgonzola

Ingredientes:
150 g de arroz arbóreo
100 g de queijo gorgonzola
1 cebola pequena picada
1 dente de alho amassado
1 cálice de vinho branco seco
2 l de caldo de legumes fervente
1 colher de sopa de manteiga
Azeite
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo: 
- Doure a cebola e o alho no azeite;
- Adicione o arroz e refogue;
- Acrescente o vinho branco e quando sentir seu aroma acrescente duas conchas de caldo de legumes, mexendo sempre;
- Coloque o gorgonzola e acrescente o caldo sempre que começar a secar;
- Por fim, quando chegar ao ponto, desligue o fogo e coloque a manteiga;
- Mexa bem e deixe descansar por uns 3 minutos antes de servir.





Marcadores de livro

A tia da Fê viu seu marcador de livro e encomendou 5, para presentear suas irmãs apaixonadas por leitura.
Sem recomendações quanto a cores e estampas, fiquei livre para fazer as combinações que julgasse mais adequadas. Então, para tentar agradar a gregos e troianos, fiz umas super coloridas...


e outras mais clássicas, com cores mais discretas...


Ahhh... ficou curiosa[o] para saber o título do livro?

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Novidade!

Lembra daquela tiara com fitas de cetim trançadas?
Então, agora fiz presilhinhas usando a mesma técnica, e ficou um charme!


terça-feira, 12 de julho de 2011

Gnocchi da frustração!

Adoro gnocchi, mas não de qualquer um, gosto especialmente daqueles que tem massa leve e derretem na boca... pena que ainda não conseguimos fazer um assim.
Essa foi a segunda vez que tentamos fazer gnocchi e é a segunda vez que nos frustramos.
Na primeira vez usamos batata mesmo, e foi um grande desperdício, se levarmos em consideração o tempo de preparo e todo o trabalho que dá - principalmente quando o prato não fica conforme o planejado. Na outra preferimos não arriscar e usamos batata desidratada, daquelas usadas pra fazer purê mega rápido... e o resultado foi o mesmo: gnocchi prego, você põe na panela e afunda, de tão pesado. 
Para não correr o risco de errar, seguimos a risca a receita [isso às vezes é uma dificuldade pra mim, adoro improvisar!], mas não dava o ponto de jeito nenhum, e era impossível fazer rolinhos com a massa...



  
até ficou bonito, mas tinha mais gosto de trigo do que de batata

Se alguém tiver uma receita que dê certo, ou alguma dica, alguma mandinga, feitiço ou coisa que o valha, me avise... ainda não desisti de fazer o gnocchi de massa leve que derrete na boca!


terça-feira, 5 de julho de 2011

Alguma coisa de galinha pra cozinha

Foi isso que Claudinha me disse, há cerca de um mês, quando me fez a última encomenda. 
Disse ainda que não tinha pressa, mas como paciência tem limite, achei que já tinha chegado a hora de fazer 'alguma coisa de galinha pra cozinha'. Fiz dois panos de prato diferentes, para que ela possa escolher...

O primeiro, um frango   [ou uma franga] xadrez caipira:

durante o processo de criação



e o outro, uma galinha d'angola estrelada:




Espero que ela goste!

domingo, 3 de julho de 2011

Frango na moranga

Esses dias tava com um desejo absurdo por abóbora. E em suas últimas idas ao supermercado, Vidal trouxe uma. Grande, linda, mas que me deixou em dúvida com relação ao prato que iria preparar.
Deixei para resolver no domingo, que para mim é um dos dias mais esperados da semana.
É o dia em que posso dormir até cansar, preparar um café da manhã sem pressa para o meu querido [é ele  quem prepara para mim durante a semana] e me dedicar [quase] totalmente ao prato escolhido para o jantar.
Depois de pesquisar um pouco, enquanto bordava, optamos pelo frango na moranga.
Ao som de Animals, do Pink Floyd [minha banda preferida] e regados a um bom vinho, preparamos o jantar.

Segue a receita:

Frango na moranga

Ingredientes
1 moranga média;
1kg de peito de frango cortado em cubos;
1 cebola média picada;
1 dente de alho
3 tomates picados e batidos no liquidificador;
1/2 pimenta vermelha picada;
3 col. [sopa] de farinha de trigo diluídas em 1 xic. [chá] de leite;
1caixinha de creme de leite;
1 col. [sopa] de cebolinha picada;
Sal e pimenta do reino a gosto;
Queijo parmesão para gratinar.

Modo de preparo
- Retire a tampa da moranga e todas a sementes. Untar a casca com óleo de cozinha para não rachar;
- Colocar a abóbora com a boca virada para baixo em um prato e levar ao microondas por 15 minutos;
- Reserve;
- Doure a cebola no óleo e acrescente o óleo;
- Colocamos umas tirinhas de bacon bem fininhas para dar um sabor especial;
- Junte o frango e deixe refogar por cerca de 10 minutos ou até que esteja macio;
- Acrescente o tomate, a pimenta vermelha e o leite com a farinha diluída;
- Misture bem e deixe cozinhar por alguns minutos;
- Desligue o fogo, adicione o creme de leite e a cebolinha;
- Depeje na moranga e leve ao forno para gratinar.




Vale dizer que dos pratos que já preparamos esse foi o que achei mais saboroso!

sábado, 2 de julho de 2011

Sakura

Flor símbolo do Japão
Conta a lenda que uma princesa desceu dos céus e aterrissou em uma cerejeira. O nome sakura, na verdade, é derivado do nome da princesa Konohana Sakuya Hime, que significa “a princesa da árvore de flores abertas”. Outros dizem que o nome da planta tem sua origem no cultivo de arroz e sua divindade [Sa], a segunda parte do nome [kura], faz referência ao local onde se guarda arroz.
Com o início da primavera, que no Japão ocorre no mês de março, as paisagens brancas e frias cedem espaço a um mar de flores que proporcionam um dos maiores espetáculos da natureza. 
Elas começam a desabrochar nas árvores no sul do Japão, em Okinawa, e vão em direção ao norte, até Hokkaido. O fenômeno, que dura dois meses e se “move” como uma onda, é chamado Sakura zansen e significa, literalmente, linha de frente das cerejeiras. 
Os grandes apreciadores da flor fazem roteiros turísticos que acompanham a transformação da paisagem.
As flores de sakura anunciam que é hora de sair com a família e os amigos para se divertir e apreciar a paisagem.O hábito, tão difundido entre os japoneses, ainda é novidade para os brasileiros que chegam ao país. 
 A temporada das Sakuras é um acontecimento no Japão
 Existem mais de 300 espécies de cerejeiras no Japão, no entanto, no Brasil, apenas 3 delas se adaptaram ao nosso clima.
E nós, aqui na casinha, conseguimos cultivar uma delas. Já tínhamos tentado antes, mas não rolou. O segredo desta vez, pode ser explicado no jardim da infância.
Quem nunca plantou um feijãozinho no algodão?
Sim, foi essa a técnica utilizada pelo Vidal, e sim, deu super certo!